segunda-feira, 23 de setembro de 2013

Resenha de Dexter, a Mão Esquerda de Deus

Com o fim da série Dexter, uma das mais populares dos últimos tempos, resolvi fazer uma resenha do primeiro livro no qual a série de TV foi baseada, “Dexter: A Mão Esquerda de Deus”. Confesso que acompanho a série de TV há bastante tempo, mas o livro eu demorei para ler. Não por ser grande, na verdade é um livro bem pequeno. Acho que foi mais por preguiça mesmo, mas vamos lá.

Sinopse Oficial: Dexter Morgan é um educado lobo vestido em pele de ovelha. Ele é atraente e charmoso, mas algo em seu passado fez com que se transformasse numa pessoa diferente. Dexter é um serial killer. Na verdade, é um assassino incomum que extermina apenas aqueles que merecem. Ao mesmo tempo, trabalha como perito da polícia de Miami... Em Dexter, a Mão Esquerda de Deus, o livro que deu origem à aclamada série de TV, o adorável matador depara-se com um concorrente de estilo semelhante ao seu, encanta-se e incomoda-se com ele, prevê seus passos... A escrita requintada de Jeff Lindsay nos faz mergulhar na mente de um dos personagens mais ambíguos da história da literatura de suspense. Nunca o macabro foi tratado com tanto refinamento e leveza. Dexter Morgan é uma obra-prima.

Minhas impressões: É um livro pequeno, mas empolgante. Apesar de ser em primeira pessoa, que não é meu estilo favorito pois prende a história em um protagonista apenas, eu gostei pelo jeito como Dexter se comporta e narra a história. Ele é mesmo um psicopata de sangue frio que tem um código de ética a seguir para matar, ensinado por seu pai adotivo. Mas quando surgem situações em que ele não sabe o que fazer, é divertido ver sua dúvida, chega a ser cômico. A primeira temporada foi livremente baseada no livro, com várias modificações e adaptações, principalmente na parte dramática. Houve grandes mudanças, mas quem é fã da série e ainda não leu, leia que vale a pena.

Ponto positivo: É um livro curto, porém direto. E divertido em boas partes.

Ponto negativo: Poucos. Mas o mais relevante é que o final é muito diferente da temporada da série.

Recomendo? Sim. Pelo tamanho, não deve ser muito caro, e vale a pena cada linha.

PS: Agora também sou colaborador do blog http://thisisleticiaprado.blogspot.com.br/. Acesse!