segunda-feira, 25 de novembro de 2013

Os Vrykolakas

Vrykolakas


Os maiores inimigos dos lobisomens não são os vampiros, alguns dizem. São os vrykolakas. Eles são lobisomens corrompidos, que renegaram o culto e a proteção a natureza e tudo que é vivo, para seguir, adorar e proteger os mortos. Eles são a origem da lenda que os lobisomens são servos dos vampiros. Se há algum registro de lobisomens protegendo vampiros, eles eram vrykolakas.




Os vrykolakas diferem dos lobisomens comuns por uma característica bem simples; o pêlo completamente negro. A pelagem deles é negra e densa, impossível de enxergar durante a noite, como se eles fossem feitos de trevas. Um lobisomem se torna vrykolaka de uma maneira única; consumindo constantemente sangue de vampiro. Para os lobisomens, sangue de vampiro é tão viciante quanto para humanos, mas sua condição mágica os impede de serem transformados, Então eles se tornam negros bebendo sangue de vampiro, seja servindo-os, seja sequestrando e drenando o sangue deles. Vender a alma aos vampiros traz algumas vantagens nefastas. Os vrykolakas são mais fortes, tem um fator de cura mais acelerado, os sentidos mais aguçados e gastam menos aura em qualquer fase da lua, seja ela nova ou cheia. As desvantagens, porém, também são enormes. Eles são muito mais alérgicos a prata que um lobisomem comum, e a luz do sol, apesar de não ferir e matar, como nos vampiros, incomoda bastante, então mesmo na forma humana, vrykolakas tem hábitos noturnos. Eles são facilmente identificáveis por outros lobisomens através do cheiro ruim e da aura corrompida, por isso, os poucos que ainda existem vivem isolados, protegidos por seus mestres vampiros, geralmente muito poderosos. A hierarquia dentro de uma alcateia vrykolaka não difere muito de outras alcateias.
Ômega
Nos vrykolakas, o ômega é um lobisomem que acabou de se unir à tribo, cujo pelo, apesar de negro, ainda possui características da cor original. São constantemente testados, enviados para missões de captura de presas humanas ou ataques à alcatéias comuns, e até mesmo depredações à natureza.

Delta
Os deltas vrykolakas são a tropa de elite, a força de reação imediata da alcatéia. São lobos fortes e destemidos, que cumprem as mais arriscadas missões, e servem aos seus mestres betas, alfas e vampiros com disciplina e rigidez absurda. Cabe à eles, também, corromper outros lobisomens para a causa vrykolaka.

Beta
Assim como nos selvagens, existe apenas um beta vrykolaka por alcatéia. Cabe à ele realizar o ritual de passagem em um lobisomem recém corrompido à alcatéia. É também o conselheiro e braço direito do alfa.

Alfa


O alfa vrykolaka é o lobo negro mais perigoso do mundo. Seu pelo se mistura as sombras com uma perfeição assustadora. Em uma alcatéia de vassalos, o alfa é o principal guarda costas do vampiro ou grupo de vampiros protegido. Existem ainda, muito raros, alcatéias de vrykolakas que não servem, mas capturam, prendem e consomem sangue dos vampiros, mantendo eles vivos em calabouços com a única função de fornecer sangue para que os vrykolakas mantenham seus poderes. Nesses casos, o alfa é o que rastreia, identifica e lidera a captura à um vampiro, geralmente mais novo e fraco que os lobisomens.