quarta-feira, 25 de dezembro de 2013

O mundo de Luz da Lua: América do Norte

Os EUA sempre foram um local interessante para os vampiros. O jogo de poderes é mais excitante no país mais poderoso do mundo. Mesmo após a Grande Hecatombe, os EUA continuam os líderes do ocidente, ao lado do que sobrou da União Européia. A guerra no mundo das trevas, entre a Sociedade e Irmandade, é disputada nas maiores cidades, como Washington, Dallas, Chicago e Detroit. Nova York, Los Angeles e Miami foram devastadas pelas Tsunamis de 2012, e o caos que impera em sua reconstrução abriu espaço para uma maior ação da Irmandade. Atualmente, os Aletheas dominam a maior parte do sul do país, enquanto o norte tem maior influência da Sociedade, que considera Seattle sua sede. Já o Canadá possui pouca influência das duas organizações, sendo a maior dos Marijas nos grandes centros, já que em suas planícies geladas, os lobisomens dominam. A tundra gelada sempre foi um local ideal de caça para os metamorfos, porém eles são bem limitados em territórios pelas reservas indígenas. Há pouca atividade de
lobisomens nas grandes cidades, as poucas alcateias urbanas que existem porém são bem fortes, para poderem lutar contra a enxurrada de vampiros. Magos verdadeiros são raros, mas os poucos que existem ostentam posições poderosas, principalmente no governo americano e na forte maçonaria presente no país. Dizem que um dos pais da nação, provavelmente George Washington, era mago. No plano astral, anjos e demônios combatem pela supremacia em território estadounidense. Os demônios Succubus são mais encontrados, principalmente os fugitivos, e dezenas e artistas, modelos e executivos fazem pactos demoníacos em busca de poder, fama e dinheiro. O que abre brechas para que os caçadores Dominiis persigam esses demônios e os Virtutes tentem salvar as almas. E há boatos que, assim como os vampiros e magos, há Principatus escondidos entre os americanos mais ricos e influentes.